Luminae

Notícias

Artigos e notícias

Notícia

Segundo a Agência Internacional de Energia (IEA, sigla em inglês), os motores elétricos são responsáveis por 45% do consumo da energia global. Eles estão em todos os lugares: no secador de cabelos, no lava louças, nos ventiladores, em cada elevador encontramos um, conversores e muito mais. Os motores são os maiores consumidores da energia global. Ainda de acordo com a IEA, os sistemas de iluminação vêm em segundo lugar, com 19% do consumo mundial. Isso significa que a cada segundo as usinas elétricas estão produzindo energia apenas com o único propósito de abastecer motores.
Em 60 segundo, motores de todo o mundo usam energia suficiente para atender às necessidades anuais (isso mesmo, anuais) de 12,7 mil domicílios na China. A análise é surpreendente e a primeira em escala mundial de consumo de energia de motores elétricos. A novidade mesmo no estudo é que ele também traz o quanto de energia é possível ser economizada. De acordo com as informações do IEA, é possível economizar de 20% a 30% do consumo total dos motores, o que significaria uma redução de 9% a 14% do consumo global de energia. Apesar de parecer impossível, a IEA garante que existe um grande potencial, mas diversas barreiras dificultam o acesso a tais investimentos.
Através de uma pesquisa mundial com executivos produtores, descobriu-se que 60% dos empresários não fizeram nenhum tipo de investimento em eficiência energética de seu capital, usina ou equipamentos nos últimos três anos, alegando a falta de financiamentos para melhorias de eficiência energética, de fundos e a pouca informação sobre as opções disponíveis os principais obstáculos para realizarem tais melhorias. O que é uma surpresa, visto que os motores são responsáveis por dois terços da eletricidade utilizada na indústria, e que o custo anual de energia de um motor pode ser até sete vezes o seu valor de compra. O relatório da IEA mostra o papel central dos motores elétricos na economia. É hora de colocá-los no centro de nossas estratégias para que possamos cumprir os desafios energéticos e climáticos impostos.

Cadastre seu e-mail e o manteremos informado sobre nossas atividades.